Fatos da Semana 2 semanas atrás

FATOS DA SEMANA

Foi mesmo uma semana daquelas, teve de tudo. Na Indonésia, após terremoto e tsunami…..A surfar nas gigantescas ondas, 1,2 mil detentos escapam das prisões daquele país…
Da Ásia para a América do Sul, com escala no Rio de Janeiro. Lá, moradores relataram tiroteio em operação no Complexo do Alemão e a morte de um jovem durante a tal operação.

compartilhar

Onde deseja compartilhar?

0 visitas.
Imagem Padrão

Foi mesmo uma semana daquelas, teve de tudo. Na Indonésia, após terremoto e tsunami, até agora foram registrados mais de 1,5 mil mortos e mais de mil desaparecidos. A surfar nas gigantescas ondas, 1,2 mil detentos escapam das prisões daquele país.

Da Ásia para a América do Sul, com escala no Rio de Janeiro. Lá, moradores relataram tiroteio em operação no Complexo do Alemão e a morte de um jovem durante a tal operação. Moradores disseram que o adolescente teria sido assassinado por policiais, a PM afirma que a vítima foi achada morta após tiroteio. Esse filme é reprise. O número de tiroteios dobrou em um ano na cidade maravilhosa, setembro registrou quase 900 tiroteios, um crescimento de 50% em relação ao mesmo mês de 2017, segundo dados do Fogo Cruzado.  Com tanta violência e o barulho de tiros como se fogos de artifício fossem a trilha sonora do Rio hoje é uma sinfonia de rajadas.

Por falar em sinfonia e trilha sonora, morreram os cantores Charles Aznavour, Ângela Maria e Montserrat Caballé. Não sei o que a Espanha fará para homenagear Caballé, sei que o Brasil nada fez para reverenciar Ângela Maria, já os franceses, iluminaram com luzes douradas a Torre Eiffel para render seu derradeiro respeito a Charles Aznavour.

E Cristiano Ronaldo, hein! Será que fez mesmo das suas em um Hotel de Las Vegas? Diz a suposta vitima, que por ele teria sido estuprada em 2009, que o jogador teria lhe oferecido US$ 375 mil para ficar de bico calado. Ele nega e declara: ‘Nada me pesa na consciência’. Muito estranho a vitima ter esperado nove anos para quebrar o silencio. De certo mesmo é que o título do filme “O que acontece em Vegas, fica em Vegas”, frase que virou a marca registrada da cidade, precisará ser revista.  

Quanto mais midiático se apresenta Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, mais surpreendente se revela. Nessa tratativa de acordo de paz das Coreias, começar a remover minas em áreas de fronteira é um passo significativo, mas presentear o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, com dois cachorros… Né que parece coisa de adolescente apaixonado?   

Já o líder da maior potência do Ocidente, Donald Trump, criticou a política comercial do Brasil quando disse, em discurso fora do compasso: ‘Cobram o que querem’.  A guerra comercial com a China, onde o buraco é mais em baixo, deve estar a perturba-lo. A coisa não é bem assim, mas antes que ações prejudiciais ao Brasil sejam tomadas pelo tresloucado Trump, o Itamaraty tratou de declarar que está aberto ao diálogo com os EUA. Trump está com tudo, enquanto por aqui o número de desempregados e desocupados só aumenta, nos EUA o número de desempregados é o menor em quase 50 anos.

Enquanto isso, nós que não temos uma banda no bolso, somos surpreendidos com a notícia de que uma lotérica no litoral de SP, procura há um mês o vencedor da Mega-Sena (R$ 22 milhõe$). Informa a Caixa que o sortudo tem menos de 60 dias para resgatar o prêmio. Dá vontade de chamar um palavrão.

Do litoral para Cachoeira, mas ainda sobre loteria. Por determinação judicial, Carlinhos Cachoeira voltou a usar tornozeleira eletrônica.  Ele cumpre pena no regime semiaberto por fraudes na loteria carioca. Eu não sei porque que tiram, se depois põem novamente.

O dólar caiu e a Bolsa subiu. O primeiro fechou a semana com a cotação de R$ 3,85 – queda de 4,5%. A segunda subiu quase 4%. Tudo por conta dos resultados das pesquisas eleitorais divulgadas. É o efeito Bolsonaro.

Aliás, os dois institutos de pesquisas mais requisitados e desmoralizados do Brasil tentaram, ao longo dos dias que antecederam as eleições, criar uma onda, ou bolha de crescimento a favor do candidato Haddad, e estagnação, com aumento da rejeição feminina, para Bolsonaro. Não colou. Com medo de novo e retumbante fracasso, reviram as curvas do gráfico. Agora Bolsonaro se aproxima de 40% e Haddad está com 22%. Quem viver verá.    

Evo Morales apelou pra o Tribunal de Haia, mas o pedido da Bolívia sobre acesso ao mar foi negado. A Corte internacional decidiu que o Chile não é obrigado a negociar com o país. O amiguinho do Lula bem que tentou.

Palocci disse que as campanhas de Dilma custaram R$ 1,4 bi e que Lula usou pré-sal para favorecer o PT. Em sua delação o ex-ministro e ex-amigo intimo de Lula disse que 900 medidas publicadas nos governos do PT envolveram propina. Pra variar Lula disse que Palocci mente para ‘obter benefícios generosos’. Já Dilma, questionou a quebra do sigilo a 6 dias do 1º turno e disse que ex-ministro ‘inventa’. Palocci afirmou ter testemunhas e provas de entrega de propina. Aguardemos, pois.

As coisas continuaram complicadas para Lula. O MPF reforçou o pedido de sua condenação no caso do instituto Lula e Celso de Mello validou a delação do publicitário Marcos Valério. Vem mais coisa por aí.

Até se tenta fugir do tema roubalheira, mas a turma não dá trégua.  No Tocantins um homem foi detido com R$ 500 mil em mala, após perseguição. O nome do fujão é Luís Olinto, ele é irmão de Olyntho Neto (PSDB), deputado estadual que busca reeleição. Ainda no Tocantins, mais de R$ 1 milhão foi encontrado dentro de um carro. Os ocupantes do veículo não souberam dizer a origem do dinheiro. Que tal? No Pará a PF investiga se R$ 1,2 milhão achados em um táxi tem ligação com a eleição. A Polícia quer saber quem receberia as malas com essa fortuna. No Mato Grosso, a polícia apreendeu R$ 90 mil em carro e investiga se é um caso de crime eleitoral. Na Paraíba, um homem foi detido com santinhos e mais de R$ 70 mil. Em Alagoas, suspeitos de comprar votos foram presos com mais de R$ 13 mil. No Piauí, a PRF apreendeu R$ 100 mil em táxi e apura se é crime eleitoral. Segundo a polícia, o motorista falava com um candidato quando foi abordado. Também foi preso, suspeito de compra de voto, com R$ 5 mil na cueca, um advogado que carregava material de campanha de dois candidatos a deputados e cópias de títulos de eleitor, isso em Alagoas. No Ceará, a PF apura esquema de compra de votos. Foram cumpridos mandados de busca em Fortaleza e Juazeiro do Norte. Ninguém foi preso. “Se gritar pega ladrão…”.

Para fechar a semana, em 12 meses, a gasolina acumulou alta de 20%; o ministro do STF, Gilmar Mendes, mandou soltar – grande novidade! – o irmão do ex-governador Beto Richa, Pepe Richa, ele é investigado por suspeita de irregularidades em rodovias; e, finamente, o sumiço do presidente da Interpol, Meng Hongwei, que havia viajado para a China.  Nunca é demais lembrar que a Organização Internacional de Polícia Criminal, mundialmente conhecida pelo seu acrónimo Interpol, é uma organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países.

Foi isso, pra semana sábado mais.

Comente

sobre

Lucio
Bezerra

Manauara, criado na José Clemente, Rua integrante do mais famoso quadrilátero do planeta Terra. Torcedor do Fluminense, filho de Luiz e Joanna, canhoto, apreciador de vinho, cantor de banheiro, ex-atleta, ex-cabeludo, arremedo de poeta e escritor, sonhador e eterno aprendiz.

14740visitas.